terça-feira, 26 de março de 2013

I need you - Cap (74)

Scooter: vamos resolver isso , vamos trazer ela de volta -ele limpou as lágrimas de seu rosto e veio me dar uma abraço de consolo-

Drica P.O.V

Não sei que horas consegui pegar no sono depois de tanto chorar me sentia um pouco fraca , já tinha se passado mais de 24 horas que que eu estava naquele cativeiro . Da primeira vez que colocaram uma bandeja branca com comida para para mim , joguei-a contra parede gritando eles começaram a me xingar e falaram que eu não ia comer até o dia que Justin fosse entregar o dinheiro . Acordei com o baque da porta se chocando com a parede , um cara alto , moreno aparentemente simpático nem feio nem bonito saiu me arrastando para fora do quarto . Pude perceber que eles me levavam para o mesmo lugar pouco iluminado , alguns raios solares em vadiam um pouco aquele lugar pelas brechas que havia na madeira do galpão .

xXx: minha princesa , e ai gostou do seu quarto cinco estrelas ? -o cara que parecia ser o chefe , sorria sentado em sua mesa- espero que sim , foi especialmente feito para você -ele rodava o celular em cima do cômodo que estava-

Eu: vão se fuder -disse entre dentes tentando reprimir as lágrimas-

xXx: nossa -ele parecia ter se espantado , mais voltou a sorrir- que boca suja tem a nossa hóspede -ele começou a mexer no celular- quero ver se você tem coragem de dizer isso também a o senhor Bieber -ele se levantou e veio em minha direção com o celular no ouvido , depois tirou e colocou no viva voz . O celular chamou por mais uma vez e alguém atendeu . Essa voz ... Me fez congelar , fez sumir todas minhas reações , fez sumir minha voz , fez meu coração bombear como nunca .

Ligação on .

Jus: alô -sua voz soou rouca , um pouco chorosa-

xXx: ola minha fonte de riqueza -ele começou a passar a mão em meu cabelo mais virei o rosto fazendo com que ele tira-se sua mão de mim-

Jus: você... -ele parecia com ódio em sua voz- ONDE ESTÁ A DRICA ? O QUE VOCÊ FEZ COM ELA? SE VOCÊ ENCOSTA O DEDO EM UM FIO DE CABELO DELA...  -ele gritou desesperado-

xXx: ai playboy baixa a bola ai , não fiz nada com ela... por enquanto -riu sarcástico- O QUE VOCÊ VAI FAZER PORRA ? NADA SEU IMBECIL NADA QUE EU TE MANDAR -o sequestrador gritou espumando de tanta raiva-

Jus: por favor , não a machuque-a -ele suplicou , sua voz parecia de choro fora o desespero . Aquilo me fez soltar mais e mais lágrimas . Como queria estarem seus braços podendo sentir seu cheiro , seus batimentos cardíacos , seus beijos , suas caricias...-

xXx: então você vai fazer o que eu mandar , caso contrário... -Justin o interrompeu-

Jus: EU FAÇO O QUE VOCÊ QUISER -ele gritou antes mesmo do cara terminar a frase-

xXx amanhã esteja no principal parque de Los Angeles com 5 milhões de reais . -ele disse autoritário-

Jus: tudo bem , tudo bem -disse rápido- agora deixa eu falar com ela .

xXx: NÃO MERDA!

Jus: por favor cara , me certifique que ela está bem ,

O cara bufou me olhando , por mais que eu quisesse falar não conseguia não tinha palavras em minha boca nesse momento .

xXx: fala com ele vai -ele estendeu o celular até minha boca , mais nada saiu- CARALHO FALA COM ELES PORRA! -ele gritou me assustando-

Soltei um grito agudo pelo choro , o desespero voltou a tomar conta de mim .

Jus: Drica , Drica meu amor eu vou te tirar dessa -ele chorava enquanto falava- calma tudo vai dar certo princesa me perdoa por favor , eles vão pagar por tudo -essas palavras saíram em ódio de sua voz- eu te amo , eu te amo muito .

Eu: Justin... -disse chorando entre os soluços , as palavras saiam rasgando de minha garganta- eu te amo . -o sequestrador se deliciava com aquele momento-

xXx: ah...que comovente me emocionou até a cena do casal -ele disse de uma forma debochada , comecei a gritar- tirem a daqui -ele ordenou aos seus capangas-

Eu: ME LARGUEM , NÃO POR FAVOR ME SOLTEM -me esperniava nos braços de um deles- JUSTIN ME AJUDA -esse foi meu último grito até que me tirassem da sala-

Me levaram de volta até aquele quarto imundo .

Eu: POR FAVOR , NÃO ME DEIXEM AQUI -gritei batendo forte na porta , sai deslizando por ela até chegar ao chão-


                                         

Justin P.O.V

Dormir... Era uma coisa que eu não conseguia fazer , aquela casa estava em um completo auê , o que tinha de policiais naquela casa dava pra montar um próprio batalhão . Adiei todos os meus show dessa semana , só iria voltar ao trabalho quando eu a tivesse-a de colta , quando eu tivesse a minha Drica em casa segura em meus braços . Os pais deles ficaram desesperados ao saber e viriam no fim dessa tarde . Destranquei o quarto e desci pra sala onde havia vários equipamentos para rastrearmos algo que indica-se aos sequestradores . Eu já não aguentava chorar , eu já não aguentava a culpa sobre mim e ficar parado de braços cruzados eu já não aguentava ela longe sem saber de seu paradeiro sem saber se estava bem . Me sentei no sofá , minhas olheiras me entregavam por completo a noite que não tinha pregado os olhos . Levei as mãos a cabeça tentando raciocinar que aquilo não passasse de um pesadelo que tudo iria acabar no momento que eu me acorda-se de manhã , Foi ai que meu celular começou a tocar freneticamente . Número desconhecido .

xXx: atende e coloca no viva voz -um dos policiais pediu para mim , assenti com a cabeça , estava nervoso em saber quem seria ao outro lado da linha , minhas lágrimas começaram a descer involuntariamente- 

Eu: alô -disse tentando controlar minha voz o máximo possível-

xXx: ola minha fonte de riqueza -fiquei estático por alguns segundos , a raiva predominou por todo meu corpo o ódio era visível serrei meus punhos forte-

Eu: você... -foi o que consegui dizer perante a raiva- ONDE ESTÁ A DRICA ? O QUE VOCÊ FEZ COM ELA? SE VOCÊ ENCOSTA O DEDO EM UM FIO DE CABELO DELA...  -comecei a gritar feito um louco , vi que os policiais começaram a se agilizar nos computadores-

xXx: ai playboy baixa a bola ai , não fiz nada com ela... por enquanto -ele soltou uma risada maldosa- O QUE VOCÊ VAI FAZER PORRA ? NADA SEU IMBECIL NADA QUE EU TE MANDAR -eu não podia falar merda ou debater minhas palavras com as deles , por que ele estava com ela e não queria que nada acontecesse-

Eu: por favor , não a machuque-a -disse baixando a guarda , Scooter , Carin , minha mãe e todos da sala me olhavam em desespero-

xXx: então você vai fazer o que eu mandar , caso contrário... -não deixei que termina-se , não iria aguentar aquilo saindo de sua boca eu estava disposto a fazer tudo pra tê-la de volta custe o que custar-

Eu: EU FAÇO O QUE VOCÊ QUISER -gritei o interrompendo-

xXx amanhã , às 16:00 horas esteja no principal parque de Los Angeles com 5 milhões de reais . -aquilo foi como um tapa na minha cara , o banco não iria me liberar esse dinheiro dentro de 24 horas-

Eu: tudo bem , tudo bem -falei rápido de impulso , teria que me virar pra arrumar toda essa grana- agora deixa eu falar com ela . -minha voz saiu em um fio-

xXx: NÃO MERDA! -ele gritou estúpido no telefone-

Eu: por favor cara , me certifique que ela está bem -só precisava ouvir sua voz , só precisava saber se ela estava bem-

Ele demorou alguns segundos , mais ouvi ele bufar pelo telefone .

xXx: fala com ele vai -escutava aquilo atento , olhei para o policial que me mandou um ok mandando eu prosseguir a conversa- CARALHO FALA COM ELE PORRA! -ele gritou fazendo um pequeno eco no outro lado da linha-

Ouvi um grito de desespero , aquilo me fez entrar em um colapsio infernal , minha mente ficou confusa , a dor em meu peito aumentou parecia que meu coração ia se destruir dentro de mim .

Eu: Drica , Drica meu amor eu vou te tirar dessa -voltei a chorar feito um louco enquanto falava com ela- calma tudo vai dar certo princesa me perdoa por favor , eles vão pagar por tudo -fechei o punho que não estava machucado e bati na mesa- eu te amo , eu te amo muito . -minha voz saiu fraca , era o que eu realmente estava me sentindo um completamente fraco!

Drica: Justin... -dua voz soou pelo telefone fazendo Carin , minha mãe e as garotas caírem aos prantos- eu te amo . -agora mais do que tudo eu tinha que fazer algo , eu tinha que salvar ela nem que fosse pra dar a minha vida-

xXx: ah...que comovente me emocionou até a cena do casal -disse soltando umas risadinhas no telefone , ouvi o grito de Drica ecoar , seu grito de dor e sofrimento transpareceu- tirem a daqui -ele falou com alguém-

Drica: ME LARGUEM , NÃO POR FAVOR ME SOLTEM -a voz vinha de longe já , não dava pra escutar muito até que escutei o seu último grito- JUSTIN ME AJUDA -três palavras , um turbilhão de sensações . Minha garganta seco as lágrimas desciam em ódio em meu rosto aquele momento de tortura era pior que vários socos em meu rosto , era pior que uma pisa-

Eu: você vai pagar por tudo... -disse serrando os dentes-

xXx: o único que vai me pagar aqui nessa história é você Bieber se quiser ter-la de volta -ele ironizou-

Olhei para uns dos policiais que me chamaram minha atenção , ele segurava uma folha escrito ´´ segura ele por mais cinco minutos ´´ assenti com a cabeça voltando a me focar na conversa com ele .

Eu: eu juro... -sorri sarcástico perante as lágrimas eliminando algumas de meu rosto- eu vou te caçar nem que seja no inferno , e vou poder te ver apodrecer na cadeia .

xXx: espero que seu plano der certo parceiro , mais enquanto não rola preciso dos meus 5 milhões pra mim se satisfazer...5 milhões Bieber , espero que os canas estejam longe na hora da troca ou nada feito .

Eu: seu filho da...-ele falou algo antes que eu pudesse terminar-

xXx: 16h , 5 milhões ou nada feito -ouvi o bipe do celular , ele tinha desligado-

xXx: MERDA! -um dos policiais que estava mexendo no computador gritou estressado , olhei assustado diretamente para ele- perdi o contato , foi por muito pouco , só precisava de mais dois minutos e eu encontraria.

Eu: tenta rastrear pelo menos o numero -disse estérico-

xXx: não dar mais , concerteza ele já quebrou o celular e queimou o chip -ele virou a cadeira para ficar de frente comigo-

Eu: tudo bem... -peguei as chaves do meu carro e sai em direção a porta-

Scooter: pra onde você vai ? -ele disse com os olhos arregalados olhando pra mim-

Eu: dar o que eles querem -o encarei esperando sua resposta , ele suspirou fundo e abaixou o olhar pro chão . Achava que ele me impediria ou qualquer um ali , ele voltou a me olhar-

Scooter: eu vou com você -o policial ia dizer algo mais Scooter o calou- não diga nada por que nessa situação precisamos fazer o que eles estão pedindo e não vou mais arrisca-la -ele veio em minha direção , suas palavras fizeram um pouco de sentindo na parte ´´ arrisca-la´´ enquanto ela estive-se comigo isso ia ser constante . Abri a porta para que fossemos direto ao banco , dois carros da policia vieram com nosco e mais dois carros com meu seguranças , toda proteção agora seria bem vinda .




CONTINUA ?????????

3 comentários:

  1. Cooooooooooooooooooooooontinuaaaaaaaaaaaaaaaaa

    ResponderExcluir
  2. Cooontinua , ta perfeito !

    Divulga ? http://umundodominadodebeliebers.blogspot.com.br/ Obg *-*

    ResponderExcluir