domingo, 1 de dezembro de 2013

As Long As You Love Me - Cap (86)

Enquanto houver rasões eu não vou desistir...




Nada, nenhuma expressão, nenhum sentimento, nenhum gesto, absolutamente nada a não ser seu maxilar trancado.




Jeremy: o que você está fazendo aqui? -ele não tinha raiva só estava assustado por encontra-lo-




_Eu...-Justin não conseguiu terminar a frase ele travou como antes, Erin entrou na cozinha com a bandeja cheia de lanche-




Erin: é...Jeremy -sorriu ela nervosa olhando para os dois-




Jeremy: o que ele está fazendo aqui? -disse brutalmente, as crianças se assustaram pelo tom rude do pai-




Erin: ele também é seu filho Jeremy...




_Crianças...por que não vão para o quarto fazer um belo desenho? depois quero ver dos dois -chamei eles com a mão, foi fácil de enganar Jaxon pois ele saiu correndo subindo as escadas mais Jazzy continuou ali-




Erin: Jazzy, suba mamãe sobe já.




Jazzy: vocês vão brigar? -seus olhinhos assustados não sabia para onde olhar-




Justin: não princesa, só vamos conversar -ele sorriu docemente para ela, meio aflita ela subiu para o quarto- 




_Justin, você está bem? -fui para perto dele, prometi que estaria ao seu lado e não era agora que iria abandona-lo. Ele apenas assentiu e abaixou a cabeça-



Jeremy: depois de anos...Você vem aqui para o que exatamente? -ele bateu a porta com tudo e jogou a bolsa no chão-



_Vim conversar Jeremy, essa briga já está indo longe de mais...



Jeremy: quer dizer que precisou passar 3 anos para você vim conversar comigo? -ele soltou uma risada sem humor- me poupe Justin.



_Acha que é fácil vim aqui, depois de tudo que passamos, sendo culpado...-Jeremy parecia impaciente e cortou Justin antes que pudesse dizer algo a mais-



Jeremy: JASON ESTARIA VIVO SE NÃO TIVESSE INSISTIDO NA PORRA DAQUELA FESTA!
-ele gritou avançando dois passos a frente-



Justin: acha que não sei? acha que não me culpo? eu cavei a cova do meu próprio irmão sem saber, por imprudência minha.



Jeremy ainda bem que sabe.



Justin: mais vim aqui te pedi perdão, e sei que nada que eu disse fará Jason voltar mas será um sentimento menor de culpa por que o restante dela carregarei até pro dia do meu caixão.



Jeremy: eu perdi um filho por causa de outro...e um perdão que disse não aliviará a dor, a dor pesada em meu peito, dor de abandono...



Justin: abandono? -foi a vez dele sorrir friamente- VOCÊ NÃO SABE O QUE ABANDONO "PAI", NÃO PODE FALAR EM ABANDONO -vi seus olhos começarem a lacrimejar- O QUE VOCÊ FEZ QUANDO MINHA MÃE ESTAVA GRÁVIDA DE NÓS DOIS? EM? VOCÊ SIMPLESMENTE FOI EMBORA DEIXANDO MINHA MÃE CRIAR NÓS DOIS SOZINHOS E SÓ DEPOIS DE OITO ANOS VEM COM A HISTÓRIA DE "QUERO VER MEUS FILHOS"...E SABE O QUE É ENGRAÇADO? EU E JASON TE PERDOAMOS. E HOJE VIM PEDIR E ME REDIMIR AOS PÉS DO MEU "PAI" E FALAR QUE ERREI, E ASSUMO MEU ERRO E MINHA CULPA -as lágrimas escorria por seu rosto em abundancia, ele limpava violentamente cada uma delas que insistiam em cair- eu...toda vez me pergunto antes de dormir "por que não eu?" "era pra ter sido eu e não ele" -Jeremy chorava junto a Justin, e Erin também assim que viu o marido as lágrimas foi para o lado dele- eu não sei se esse caso é de merecer mais uma chance, mas eu tinha que vim aqui e falar o que estava sentindo pai...Eu sinto muito e mesmo depois todas essas palavras, mesmo que me perdoe a dor vai continuar a mesma, só que com outra intensidade.



Jeremy: Justin...



Justin: NÃO SENHOR JEREMY, NÃO VENHA COM EXPLICAÇÕES PARA COMOVER A TODOS, NÃO VENHA DIZER QUE FOI PRECISO. VOCÊ NÃO NUS AMOU COMO UMA FAMÍLIA E AGORA...E AGORA VEM DIZENDO QUE AMAVA JASON...


Jeremy: EU AMO TODOS VOCÊS.



Justin: é difícil de acreditar quando não se tem uma razão, um esforço, uma prova...sinto muito, mais você não nus engana mais -Justin segurou em minha mão e se encaminhou para as escadas- vou me despedir das crianças e...prometo que você nunca mais me verá, já que é o que tanto quer -saímos pelas escadas, não questionei nada com ele, não falei nada apenas lidei um beijo em sua bochecha enquanto ele se mantia de cabeça baixa. Eles estava no quarto do Jaxon desenhando, quando nus viu correram em nosso encontro-



Jazzy: você ta chorando Justin? -ela passou a mão em uma lágrima que havia em sua bochecha-



Justin: não meu anjo, é que eu lavei o rosto -ele sorriu para ela e cheirou seus cabelos- eu vim se despedir de vocês, eu e (SN) precisamos ir.



Jaxon: po que?


Jazzy: não vai não -ela abraçou seu pescoço e Justin afagou seus cabelos-



Justin: prometo que nas férias vocês passaram comigo -ele pós Jazzy no chão e pegou Jaxon agora no colo e eu Jazzy-



_E eu estarei lá para brincarmos todos juntos.



Justin: e você garanhão, cuidado para não engravidar qualquer uma ai. -ele bagunçou seus cabelos fazendo Jaxon rir-



_Justin! -repreendi ele dando um tapinha em seu ombro-


Jazzy: queria tanto que vocês ficassem mais um pouquinho -ela dizia manhosa-



Justin: temos que ir babe.



Jazzy: você vai sumir de novo como antes e eu não vou mais me lembrar de você.



Justin: claro que vai -ele colocou Jaxon no chão e se virou para mim e ela- toma -ele retirou seu colar de prata como aqueles de exercito, dos saldados- é pra você sempre se lembrar de mim-



Assim que me virei vi Jeremy na porta do quarto nus observando, chamei pelo nome de Justin e ele se virou olhando para o pai.



Justin: já estamos de saída, não se preocupe -coloquei Jazzy no chão e ele novamente segurou em minha mão me saindo puxando o mais rápido possível dali, quando íamos passando por ele Jeremy colocou a mão no peito de Justin fazendo ele parar, ele olhou para sua mão e olhou para Jeremy, soltou minha mão enquanto o encarava.



Jeremy: fique...filho! -só bastou essas palavras para que os olhos de Justin começasse a e se encher de lágrima novamente- por favor filho, me perdoe -agora lágrimas jorravam dos olhos de todos dois-



Um abraço caloroso foi formado pelos dois, juntos eles choravam, peguei Jaxon em meu colo e Jazzy pulava de tanta felicidade, abracei tão forte Jaxon que achei que iria esmaga-lo, comecei a beijar e a rodar ele de tão feliz que estava, era um momento único e caloroso, Erin chegou e começou a chorar também vendo os dois juntos.



Justin: me perdoa pai, me perdoa -ele repetia direto as seguintes palavras-



Jeremy: eu não tenho o que te perdoar meu filho , me desculpe por te culpar.



Depois que eles se recomporão Justin me chamou e me deu um selinho. Limpei seu rosto e ele sorriu enquanto Jeremy abraçou Erin de lado nus observando.



Jeremy: sua garota filho?



Justin: sim! -ele sorria encantado para mim-



Erin: bem, acho que ninguém vai querer mais lanchar, que tal de jantarmos fora hoje? as crianças começaram a gritar por "McDonalds" e pular-



Justin: então vamos ao McDonalds.



Erin: ah...é que iss não faz muito bem as crianças...-disse sem graça-



Jeremy: hoje podem tudo, tudo liberado -Erin deu de ombros e disse que iria pegar um casaquinho para eles, descemos e acomodamos Jaxon no carro e Jazzy quis ir em meu colo, assim que Erin chegou Jeremy deu a partida e saímos ao rumo a lanchonete.

4 comentários:

  1. continua plmds ta perfeito meu deussssssssssssssss

    ResponderExcluir
  2. continuaaaa ta perfeito nem precisa falar né? que emocionante cara *---*

    ResponderExcluir
  3. posta logo ja passou de 3 dias pelo amor to muito ansiosa

    ResponderExcluir