quarta-feira, 11 de dezembro de 2013

As Long As You Love Me - Cap (89)

                                       

Justin: foi mal amor -peguei a calça e sai novamente para o quartinho mas antes de sair da sala ele gritou- ME TRAZ UMA CERVEJA!




Fui até a geladeira e peguei uma cerveja no congelador e uma garrafa de água para mim, voltei para sala e a TV estava ligada enquanto ele dormia




no sofá, sentei em seu colo passando minhas pernas uma de cada lado em seu corpo, ele abriu os olhos e sorriu sonolento.





_Quem deveria dormir agora é você -lhe entreguei a cerveja, sem nenhuma dificuldade ele levou a boca da garrafa até a boca e abriu-




Justin: ai fica difícil com você nessa posição -uma de suas mãos a que não segurava a cerveja foi até meu glúteo-




_Você não está com uma cara muito boa.





Justin: rodamos por tudo que é lado procurando o miserável mas não conseguimos -ele falava quase de olhos fechados, ao redor de seus olhos estavam roxos de uma noite bem mal dormida, com um sorriso torto levei meus lábios até o seu sentindo um leve gosto de cerveja misturado com meu sabor preferido, seu halito de menta. Com um puxão em seus lábios inferiores finalizei o beijo, ele sorria com a cabeça tombada para trás e de olhos fechados- juro que se eu não estivesse tão cansado transaria com você por todo o cômodo da casa -ele sussurrou ainda sorrindo, fiz que não com a cabeça e me levantei de seu colo pegando a cerveja da sua mão e colocando junto com minha água em cima do centro-





_Vamos, vou te levar pra cama.




Justin: não posso, estou esperando mais informações...




_Isso pode demorar algumas horas, você está exausto -peguei em seu braço e depois de muita força levantei ele para cima o que quase caiu mais eu o segurei- parece até que está bêbado -estava lhe segurando pela cintura e ele envolveu seu braço por cima dos meus ombros, levei ele até o quarto e o joguei na cama, ele fechou os olhos e no mesmo instante já estava dormindo, ajeitei ele na cama e pus uma coberta em cima do seu corpo, tirei as correntes em volta de seu pescoço e coloquei na mesinha ao lado e sair do quarto fechando a porta. Desci e levei as coisas da sala para cozinha, quando coloquei a garrafa no lixo o celular de Justin toca, percebi pelo fato de ser um toque diferente do meu e do residencial, sai as pressas para atender e quando o peguei era um numero desconhecido e mesmo assim atendi sem falar nada.




xXx: -gargalhadas, era isso que dava para se ouvir- Bieber...quem rir por último rir melhor não é mesmo? ah, não se preocupe que meu irmão, ele chgou sã e salvo em casa, você o maltratou bastante em, parabéns está virando um psicopata de mão cheia, alimenta-lo uma vez por dia o fez ficar fraco mas não para uma fuga. Não se der o trabalho de procura-lo por que ele está muito longe ou tão perto que você não imagina -ele riu novamente- se pre pare Bieber, estou voltando com tudo, e não polparei nem os inocentes...-uma sequência de "tum, tum, tum" soava avisando o fim da ligação, estava estática o celular foi deslizando até cair de minha mão e chegar ao hão meus olhos que transbordavam de água desceram pelo meu rosto e o medo? dominou meu corpo até o ultimo fio de cabelo.




Sentei no sofá e passei um bom tempo lá parada, tentando assimilar tudo pois todas as possibilidades passavam em minha mente, esse cara era um maniaco e sua guerra havia acabado de começar, me mantia com os olhos focado para o nada, a porta se abriu minha tensão de choque era tão grande que eu nem me mexi para ver quem era então, pude ver quem era Ryan, Chaz e Chris vieram até a mim e se assustaram ao me ver chorando.




Ryan: o que ouve (SN)? -fiquei calda ainda com a visão focada no nada enquanto as lágrimas descia de cataratas de meus olhos- santo Cristo (SN) -ele xaqualhou meus ombros diga-me o que aconteceu -apontei para o celular no chão e disse baixo quase ele não pode ouvir- Charlie... -ele me abraçou e pediu para que Chris fosse chamar Justin, Chaz correu até a cozinha e me trouxe um copo com água, ouvi passos agitados vindo do andar de cima de logo se tornou em uma corrida, vi a hora dele sair embolando de escada a baixo quando o vi sonolento correndo até a mim preocupado, Ryan se afastou e ele se ajoelhou na minha frente segurando meus braços-




Justin: (SN)...-foi o que ele disse, então abracei forte ele e enterrei meu rosto na curvatura de seu pescoço, ele começou afagar meus cabelos, meus soluços ficaram mais altos, eu mal conseguia respirar com o nariz tapado, ele se afastou e segurou em meu rosto, olhou para o Chaz que lhe entregou o copo com água, recusei e peguei segurando o mesmo-




_Justin...e-ele...-eu não conseguia falar pelos soluços e acaba me embaralhando toda-




Justin: hey, calma babe -suas mãos enxugava minhas lágrimas- respira e me fala o que aconteceu -tentei fazer o que ele mandou mais era impossível, tomei um pouco da água e respirei fundo novamente-




_Ele...ele falou coisas terríveis, disse que não ia poupar nem os inocentes, disse que...Marcus está com ele agora e os dois se juntarão dessa vez...Eles vão vim com tudo Justin, eu estou com muito medo que aconteça algo com você -ele me abraçou novamente-vamos embora daqui -sussurrei-




Justin: (SN), me escute -ele segurou novamente em meu rosto, comecei a negar já sabendo que ele jamais sairia antes que o pegasse- eu te prometi que nada te aconteceria não prometi? é melhor você sair do país por enquanto, por que não fica com minha mã..-interrompi ele-



_NÃO -gritei me levantando do sofá- SERÁ QUE VOCÊS NÃO VEEM A GRAVIDADE DA COISA? ELE ESTÁ OBSERVANDO VOCÊS, ELE PODE ESTAR MAIS PRÓXIMO QUE NUNCA, POR FAVOR PAREM COM ISSO POR FAVOR, DEIXEM O RESTO COM A POLICIA, MEU PAI PODE RESOLVER ISSO.




Justin: tenha calma (SN) -ele tentou me abraça mais sai de perto dele-



_Eu sinto muito por vocês -sai correndo para o quarto e me joguei na cama, eu já podia ver o perigo desde o dia que ele entro nessa, ninguém me escutava nunca me escutava isso vai ter que acabar o com o sangue dele nas mãos dele ou o sangue dele nas mãos de....Charlie. Depois de alguns minutos vi o rangido da porta, sem falar nada ele deitou do meu lado e me abraçou beijando meu ombro.




_Eu só não posso imaginar em te perder...




Justin: esqueceu que sou vazo ruim?




_Não brinque com essas coisas.




Justin: tudo ficará bem...



_Não ficará, até que um desista e nesse caso você me provou que não será você.




OOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOI PEOPLES BEAUTIFUL
VIM AQUI FALAR COM VOCÊS, INTERAGIR E TALS ASDFGHJK COMO ESTÃO?
GENTE QUERO COMPARTILHAR A VOCÊS UMA COISA, EU ESTAVA OLHANDO ALGUNS COMENTÁRIOS ANTIGOS E TEVE UM QUE MEXEU COMIGO.
EU NAO SEI EM QUE MINHA IB AJUDA MAIS FICO FELIZ POR ISSO, FIQUEI SEM REAÇÃO ATÉ ME EMOCIONEI, ISSO É BOM SABER QUE DE UMA FORMA SEM QUERER ACABO AJUDANDO AS PESSOAS



2 comentários: